Pesquisar

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

2009 tahi, minha gente...

E não tem como correr, rs.
É estranho como ano após ano, temos força saco pra comemorar a mesma coisa. Mas batendo um papo aqui em casa, eu descobri o porquê dessa comemoração toda. Afinal, somos o único planeta em que comprovadamente existe comemorações do fim de uma órbita. Ninguém pode dizer que existe Ano Novo em Plutão (ih, esse não é mais planeta). Bom. Ninguém pode confirmar que os saturnianos(ets de vanguarda) vão pra lua mais próxima comemorar o Reveillón pulando sete asteróides. E essa humanidade que me encantou novamente nesse fim de ano. Aos 47" do segundo tempo...
Estava tão mal-disposto ao fim do ano que tinha perdido o sabor de comemorar o fim de um ciclo. Porque é isso que é. Um ciclo e um ciclo é um "cíuculo" citando o japinha de o "Eu os declaro marido e Larry". Começa e termina pra recomeçar... Sempre e sempre. Ou ao menos enquanto houver vida.
E isso é outra coisa que anima. Se estamos comemorando é porque ainda há vida no planeta azul.É porque ainda há esperança. Esperança de que no ano seguinte tudo vai ser melhor. Mesmo que não tenha sido tão melhor assim. Não custa nada a gente desejar que o ano seguinte seja melhor. Afinal, estamos vivos e viver é uma grande aventura. Que bom por isso. Então resta desejar aos meus leitores (ou não) um feliz 2009. Que ele seja ao menos suportável, porque ninguém merece passar por algo que não suporte, seja bom ou ruim...
Então:

Feliz Ano Novo!!!!!!!!!

Aqui vai um cartãozinho que eu fiz!!! Fui e até o ano que Vem!!!!!!!!!!!

Image Hosted by ImageShack.us


quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Ho! Ho! Ho!

Não é a minha ser o Grinch do Natal de ninguém, mas hoje eu fui mais uma vez ao centro de compras daqui de onde eu moro... E não pude deixar de reparar onde quer que eu fosse o comortamento dos consumidores em geral...
E em geral, nós (me incluo nessa) ficamos meio perdidos... Feito baratas-tontas zanazando pela cidade atrás de sabe-se-lá-Deus-o-quê. Mas o mais estranho ainda não é isso, e sim a capacidade que o ser humano tem de se meter em filas.
Vi pessoas trocarem de filas três,quatro vezes tentando achar ma que estivesse boa. E fato: Nenhuma vai estar; a fila ao lado sempre anda mais rápido...
Outra coisa que me desesperou e à metade das pessoas que estavam na mesma loja que eu foi o desabastecimento. Nunca pensei que nós míseras baratas-tontas-consumidoras pudéssemos ser tão reféns de uma gôndola ou funcionário. As mulheres dentro da loja se acotovelavam até que viram a gôndola vazia. E então todas pararam como formigas que têm o caminho interrompido e começaram a cochichar alto o tal desabastecimento... daí, veio um funcionário com uma caixa do que elas queriam e com um olha de desprezo foi colocando uma a uma as peças no lugar...
Pensei:"ê ê espírito natalino"; dei as costas e vim-me embora. Deixa essa festa pra quem a quer.

sábado, 13 de dezembro de 2008

O Puxadin...

E aí, pessoas depois de um tempo meio fora (trabalhos da facul, problemas - matemáticos ou não). Tô aqui de volta.
De volta pra anunciar não uma mudança mas mais uma expansão... Tô blogando no wordpress.com. Chiuc!
O blog é especificamente sobre música. A opinião de um leigo metido a músico sobre música. Não sei se vou agradar. se vou ter mais dois leitores além dos que tenho aqui, ou se vou afundar completamente. Mas tô me sentindo no momento pra isso. Na verdade, tô ligando muito pouco pra tal da popularidade... Mas mesmo assim leiam... Não sou um grande entendedor, mas gostaria de ler opiniões de um cara que ouça e goste de música como eu, sem a pretensão de julgar e sim de opinar sobre o que gosta ou não.
Bom espero que leiam...

Blog: Palanquinho - O lugar é aqui!